“Revisão da vida toda” pode triplicar o valor da aposentadoria

Contribuições previdenciárias anteriores a julho de 1994 incluídas no cálculo da aposentadoria podem triplicar o valor do benefício

A “revisão da vida toda” é uma das possibilidades de revisão do seu benefício previdenciário. Tanto do ato de aposentadoria como de benefícios por incapacidade, como também da pensão por morte.

Na elaboração do cálculo, afasta-se a regra de transição  da reforma previdenciária de 1999. Contabiliza todas as contribuições realizadas ao INSS, incluindo aquelas anteriores a julho de 1994.

O tema foi objeto de precedente judicial, sob o número 999, no STJ, em dezembro de 2019. Assim, garante o direito dos segurados do INSS, que tiverem direito, à correção dos valores dos benefícios.

Para exemplificar com um caso. Aposentado de 71 anos de idade, filiado antes de julho 1994. O benefício subirá de R$ 1.410,31 para R$ 4.935,28 e o segurado receberá cerca de R$ 189,9 mil em atrasos.

Antes de fazer o pedido judicial, é necessário fazer a analise individual com elaboração do cálculo, caso a caso para saber se há vantagem, e se sim, qual o valor.

Os segurados que comprovarem pagamentos feitos antes de julho de 1994 e se aposentaram a menos de 10 anos, têm direito a análise do seu caso a fim de verificar a possibilidade de ingressar judicialmente com a “revisão da vida toda”.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *